• Lucelia Oshiro

Ritual ou Rotina?


Todos nós temos hábitos matinais que ajudam a começar o dia. Fazer uma breve prece, meditar antes de se levantar da cama, abrir as janelas para arejar e deixar o sol entrar, fazer skincare e maquiagem, tomar café, dar bom dia para os pets e plantinhas, fazer uma atividade física... enfim.


O ponto é: isso é um ritual ou uma rotina?


Depende muito de como você vivencia isso. Pode fazer de um jeito automático, e aí é rotina. Ou pode fazer de um jeito consciente, presente, e aí é ritual.


Não quero entrar no significado das palavras, pois isso é só um pensamento que veio. Sem julgamentos de bom ou ruim, melhor ou pior.


A rotina é necessária para nos dar um senso de normalidade, economiza energia para que o cérebro não precise ficar “pensando” o que fazer. Ajuda a nos ancorar na vida material (não materialista, mas relacionada à matéria, ou seja, o mundo físico).


O ritual tem um quê energético, a sensação de uma conexão com algo maior e invisível que transcende o mundo concreto.


Na minha opinião, o equilíbrio entre "poesia na rotina" e "simplicidade nos rituais", é o que torna o momento Presente magicamente belo. De uma beleza que a gente não nota, porque estamos imersos nela. E, se fazemos parte disso, também somos naturalmente belos e energéticos: só precisamos estar PRESENTES PARA NÓS MESMOS!

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo